a experiência humana só terá sentido se algo para lá do humano vier em nossa ajuda, em nosso socorro. o nosso drama é que a única coisa que desse género ou natureza parece poder vir é a morte, a nossa própria morte.

12 de dezembro de 2006

Há qualquer coisa permanentemente fora do sítio. Não me conformo com a tua ausência. Desde que te foste que deixei de ter medo de morrer. Tenho sim um receio fundado de que, entre hipotecas e promissórias, não saiba viver a vida que tenho entre mãos.

Eu gostava de voltar atrás.


2 comentários:

  1. Voltarias para arrumar as coisas de maneira diferente, para atrasares aquele jantar, para guardares em ti o que agora é impossível de guardar. Para guardares mais dias de sorrisos. Eu também voltaria.

    ResponderEliminar
  2. Para ti. Que tanto querias voltar. Para ti terei um lugar a mais na noite de Natal. Esperarei pela tua risada, dar-te-ei um doce num prato de loiça fina.Guardarei para ti o lugar de estrela na minha árvore de Natal.

    ResponderEliminar

Arquivo do blogue