a experiência humana só terá sentido se algo para lá do humano vier em nossa ajuda, em nosso socorro. o nosso drama é que a única coisa que desse género ou natureza parece poder vir é a morte, a nossa própria morte.

31 de janeiro de 2006

Masculino

Sorrio para o vento. Faz tempo. Apetece-me ir para longe, para um lugar que não existe. Lá onde um homem e uma mulher não sejam apenas um homem e uma mulher.

É sempre a propósito da dor que descobrimos que virámos o mundo de pernas para o ar.

1 comentário:

Arquivo do blogue